Thursday, November 18, 2010

O Outro

Algumas pessoas vivem suas vidas esperando que o Outro faça algo que as deixe bem, tranquilo, feliz, whatever; esse monte de coisas saudáveis que todo ser humano busca. De acordo com o passo que o Outro dá, eu fico feliz ou triste. Se atende às minhas expectativas, perfeito, sou a pessoa mais feliz do Planeta. Se me decepciona, droga, vou juntar minhas coisas e ir-me embora para Pasárgada.
Psicanaliticamente falando, seria aquilo que impera nos neuróticos de Freud: o que o outro quer de mim?
Acontece que o Outro não está nem aí pras suas expectativas e frustrações. O Outro vive a vida dele, correndo atrás dos desejos e sonhos dele. E não vai deixar de fazer o que quer porque vai te deixar mal.
Esse excesso de importância que se dá ao Outro não tem mais lugar na sociedade individualista e perversa em que vivemos. É cada um por si, quer você goste ou não. E no final, é só você por você mesmo.

2 comments:

Lobo da estepe said...

Nós neuróticos sempre ficamos nos torturando por causa dos outros.
Será que tem solução?

Vaquel said...

Você estava falando de quem Van?